Acerca de mim

09 julho, 2011

nobody said it was easy II

Hoje tenho frio, apesar do calor sufocante que se faz lá fora. O meu corpo está em gelo. Cada articulação, cada veia, cada artéria, tudo se encontra dorido. O sangue ao passar por cada esquina das minhas formas e por cada percurso, queima-me aos poucos, tal é o frio, causando dores insuportáveis que me tornam vulnerável e que me aliciam a ceder a esta tortura. Não dá para atenuar tal sensação, ataca em profundidade e emerge na minha pele, arrepiando-a. É uma dor que vai, mas que sempre vem, tomou gosto pela melodia do meu coração e é assim que surge e que desaparece, a cada batida. Talvez tenha sido eu a culpada, talvez tenhas sido tu, de qualquer maneira, intitulo-me de masoquista, pois fui eu que me quis despir de ti. Fui eu que não aguentei ver o teu aspecto a modificar-se, e consequentemente, a reflectir-se em mim. Foi uma escolha minha quando decidi fugir do nosso mundo para me reconfortar no meu. A decisão foi tomada por mim quando voltei a revestir o meu órgão central de escudos e quando te fiz recuar nas camadas que tanto lutaste por atravessar. Talvez afastar-me de ti não tenha sido a melhor solução, mas teve de ser. E o que tem de ser, tem muita força...

1 comentário:

  1. Também gostei muito daquele colar, está lindo e original :)

    ResponderEliminar

Seguidores